Blog
Hábitos Sustentáveis
17
Mar
2020
A diferença de materiais recicláveis e reutilizáveis

A diferença de materiais recicláveis e reutilizáveis

Qual é a melhor forma de destinar os resíduos produzidos no dia a dia?

As atitudes devem ser tomadas, considerando que o consumo é cada vez maior e, como consequência, a produção do resíduos aumenta.

Observando essa produção desenfreada de lixo, fica evidente a necessidade de separar os diferentes resíduos e reciclá-los, ou seria reutilizá-los?

Os nomes podem até ser parecidos, além do propósito de ambos serem a sustentabilidade e a diminuição nas cadeias de consumo, porém, os significados são diferentes.

Para entender melhor as diferenças da reciclagem e da reutilização, continue a leitura!

Quais são os materiais recicláveis?

Os materiais recicláveis são aqueles que podem voltar a se tornar matéria-prima, transformando-se em algo novo.

Ou seja, é utilizado um material para a criação de um novo material com uma utilidade distinta da que ele tinha anteriormente. Ele será inserido em um novo ciclo de produção.

As garrafas PET, por exemplo, podem se tornar fibras de poliéster, enquanto pneus velhos podem ser transformados em composto de asfalto.

Post%2017%20A%20diferena%20de%20materiai

Sacola em tecido PET.

Dentre os materiais recicláveis, estão alguns bem conhecidos por todos no dia a dia, como variados tipos de papel, metais, vidro, tecidos, plásticos e componentes de aparelhos eletrônicos.

O processo de conversão desses materiais diminui o desperdício, além de reduzir o consumo de matéria-primas e energia.

Por mais que o processo de reciclagem pareça trabalhoso e criterioso, é mais econômico do que começar outro ciclo de produção para fazer os mesmos componentes.

É importante saber que a coleta seletiva realizada em casa tem um grande impacto. Os materiais separados corretamente nas residências podem ter aproveitamento superior a 70%.

Quais são os materiais reutilizáveis?

Os materiais reutilizáveis em si, não possuem tanta diferença em relação aos materiais recicláveis.

Aqui a lista se repete, permitindo que vejamos novamente os materiais como: plásticos, papeis, vidro, tecidos e metais.

Isso ocorre pois a reutilização parte do princípio que, um material usado, não necessariamente é lixo. O reprocessamento é dispensado e o item pode ser usado como um novo produto, adquirindo funções diferentes, sem perder suas principais características.

A ideia da reutilização é evitar o desperdício e ser criativo. As possibilidades são variadas para um mesmo material.

Papeis podem se tornar decoração em artesanatos ou bloco de anotações para rascunho. Uma lata, ao ser decorada, pode voltar a ter utilidade como um cofre ou uma porta objetos.

Post%2017%20A%20diferena%20de%20materiai

Latas decoradas.

Tampas de garrafas plásticas, barbante e embalagens, como as de iogurte, podem se tornar um brinquedo infantil.

Post%2017%20A%20diferena%20de%20materiai Post%2017%20A%20diferena%20de%20materiai Post%2017%20A%20diferena%20de%20materiai

Brinquedos de tampas e garrafas.

A reutilização não contribui tanto para o direcionamento dos resíduos, como a reciclagem. Ao olhar por outro angulo, é possível perceber que a reutilização influência na gestão do lixo, que não será descartado de qualquer forma em lixões.

Quando os itens são aproveitados, o consumo para adquirir ou portar objetos, como brinquedos novos, por exemplo, é diminuído, não explorando mais recursos naturais.

Reciclagem e reutilização estão em lados opostos?

Os processos de reciclagem e reutilização são diferentes, porém não funcionam de formas opostas e sim complementares.

A utilização de materiais, sejam para a criação de novas matérias-primas ou a ressignificação de uso, causam um grande impacto a medida que aplicados, diminuindo a quantidade de resíduos desperdiçados ou materiais que não tem a destinação correta.

É bom pensar que, ainda que seja feita a reutilização, não é todo resíduo gerado durante o dia que pode ser usado como um novo produto.

A estes, é importante aplicar o encaminhamento correto, direcionando para a reciclagem.

Como já visto anteriormente, separar o lixo reciclável, facilita o trabalho de empresas que realizam a coleta, conseguindo atribuir mais funcionalidade aos materiais.

Estar atento a estes processo é importante para garantir um futuro possível e sustentável para as gerações futuras.

Após a separação do material recicláveis, é simples realizar a destinação correta. Basta entrar em contato com uma empresa especializada no setor, assim ela fará o recolhimento e levará cada material ao local correto de reaproveitamento.

A MG Recicla é uma empresa que presta este tipo de serviço e realiza a coleta de forma gratuita, de modo simples e prático.

Faça a separação dos materiais recicláveis e solicite uma coleta grátis.

Comente essa publicação